cursos

Graduação Medicina

Objetivos do Curso

O Curso de Medicina, alinhado às DCN’s (2014) tem como propósito que o profissional médico seja qualificado por meio de uma formação geral humanista, crítica, reflexiva e ética, com capacidade para atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, nos âmbitos individual e coletivo, com responsabilidade social e compromisso com a defesa da cidadania, da dignidade humana, da saúde integral do ser humano e tendo como transversalidade em sua prática, sempre, a determinação social do processo de saúde e doença (DCN’S, 2014, art. 3º). Para alcançar isso, o curso, de acordo com a Missão da IES, prevê o desenvolvimento nas áreas de: Competência na Atenção individual e coletiva à Saúde; Competência na Gestão em Saúde; e Competência na Educação em Saúde (DCN’S, 2014, art. 4º) com os seguintes objetivos de formação de domínio cognitivo, afetivo e psicomotor:

 

1) comportar-se eticamente frente ao paciente e à comunidade;

 

2) compreender os determinantes sociais, culturais, econômicos e políticos do processo saúde-doença e da função médica;

 

3) interpretar, intervir e transformar a realidade social;

 

4) lidar com a diversidade de comportamentos, crenças e ideias;

 

5) transferir o conhecimento teórico para a prática médica e para o exercício da cidadania;

 

6) demonstrar raciocínio crítico na identificação e solução de problemas;

 

7) saber aplicar recursos propedêuticos mais comuns, para a interpretação clínica, apresentando-os de maneira lógica e concisa;

 

8) diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças prevalentes da gestante, criança, adulto e idoso;

 

9) atuar na prevenção de doenças e na promoção da saúde física e mental;

 

10) encaminhar, com qualidade, pacientes portadores de doenças que fogem ao alcance do médico com formação geral;

 

11) realizar procedimentos clínicos e cirúrgicos indispensáveis para o atendimento das urgências e emergências;

 

12) comunicar-se com o paciente e seus familiares adequadamente;

 

13) suportar frustrações e demonstrar atitude empática com o sofrimento;

 

14) ler criticamente um artigo científico;

 

15) ter domínio de português, inglês e informática instrumental:

 

16) conhecer e se adequar aos papéis de todos os integrantes de uma equipe de saúde;

 

17) ser um aprendiz ativo e independente, capaz de rastrear informações (para aquisição e produção do conhecimento) e utilizá-las na solução de problemas de interesse da comunidade;

 

18) ser um cidadão com espírito crítico, atitude ética, formação humanística e consciência da responsabilidade social;

 

19) ser um profissional com sólida formação científica, habilidades técnicas e com capacidade de aprendizado para continuidade de sua formação, durante toda a vida profissional (educação permanente);

 

20) ser um agente da saúde com formação para ter como referência o Sistema Único de Saúde, observando a realidade da região e o modelo de atenção à saúde para que possa atender a quase totalidade dos problemas de saúde da população onde vai atuar como médico, respeitando os direitos humanos, as relações étnico-raciais, histórica, e da cultura afro-brasileira, africana e indígena, atendendo aos princípios da Política Nacional de Proteção aos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista e os princípios básicos e fundamentais da educação ambiental (Lei Nº 9.795/1999; decreto Nº 4.281/2002; resolução CNE/CP Nº 2/2012). Para atender esses objetivos o projeto pedagógico do Curso foi construído coletivamente, contemplando atividades complementares, mecanismos de aproveitamento de conhecimentos, adquiridos pelo estudante, mediante estudos e práticas independentes, presenciais ou à distância, como monitorias, estágios, programas de iniciação científica, programas de extensão, estudos complementares e cursos realizados em áreas afins (DCN’S, 2014, art. 25º). A metodologia ativa presente nas Semanas de Articulação Interdisciplinar, propiciará ao estudante, em pequenos grupos resolver problemas de saúde/doença, tornando o aprendizado significativo.

 

Os estudantes deverão compreender e conhecer o caminho de aprender a aprender, como processo de conhecimento e elaboração ativa em interação com o objetivo e outros sujeitos. Como a busca e a aquisição de conhecimentos constituirão um processo contínuo, ao longo da vida. Os estudantes, durante o Curso serão encorajados a reconhecerem suas necessidades educacionais pessoais, desenvolverem uma disciplina de estudo, utilizarem adequadamente a diversidade de recursos educacionais disponibilizados pela Instituição e avaliarem criticamente os progressos obtidos. O professor será responsável pela construção dos ambientes de aprendizagem, identificando as múltiplas formas de saber, incentivando os estudantes à leitura e conhecimento da realidade, fornecendo o respaldo teórico e a recomendação de bibliografias. O planejamento das atividades realizar-se-á com a participação do Núcleo Docente Estruturante (NDE), com aprovação do Colegiado de Curso.

 

O constante incentivo na busca de informações e conhecimentos em outras fontes: bibliotecas, Internet etc., resgatarão no estudante a interação necessária com outras formas de aprender. A defesa da ideia de competência profissional como capacidade de mobilizar recursos e conhecimentos, para responder aos diferentes desafios colocados pelo exercício da profissão (identificar e resolver problemas, pôr em uso os conhecimentos e os recursos disponíveis) implicará defesa de um modelo de formação que garanta o desenvolvimento progressivo das competências e habilidades que se espera dos profissionais. Assim, estes objetivos presentes no Projeto Pedagógico abordam a integração curricular buscando a flexibilização e a transversalidade em diferentes situações. A interprofissionalidade, a integralidade, a resolubilidade e a universalidade da atenção à saúde, contribuirão para a compreensão, a interpretação, a preservação, o reforço, o fomento e a difusão das culturas e práticas nacionais e regionais, inseridas nos contextos internacionais e históricos, respeitando o pluralismo de concepções e a diversidade cultural (DCN’S, 2014, art. 27º).

 

Neste contexto, a estrutura curricular do curso apresenta coerência com o perfil do egresso descrito no PPC, atendendo às DCN’s, enfatizando a integração curricular e observando a integração das unidades educacionais ao longo de todo o curso (DCN’S, 2014, art. 8º, 25º e 27º).

Rua Isaltino Silveira, 1470, Bairro Cantagalo - Três Rios - Rio de Janeiro, RJ

(24) 99883-8912